Fotografando bebes e crianças em casa

Ensaio fotográfico em casa

Hoje em dia, com os celulares cada vez mais modernos e com o fácil acesso a câmeras digitais de boa qualidade fotografar tornou-se uma atividade diária, ainda mais para os pais corujas que querem registrar cada novidade na vida do filho.

No primeiro ano de vida, os bebês se desenvolvem muito rápido e parece que todos os dias tem coisinhas novas que eles aprenderam para fotografar. Então que tal aprender a fotografar melhor?

Mas nem sempre fotografar é assim tão fácil, muitas vezes, o resultado da foto tirada em casa com o celular deixa muito a desejar. Fotos escuras, tremidas ou até mesmo “sem graça” são mais comuns do que qualquer mãe gostaria.

Eu como fotógrafa profissional, resolvi separar algumas dicas para ajudar as mamães e os papais nessa tarefa de fotografar os filhotes em casa, sejam eles bebês ou crianças. Tem como ter resultados melhores? Tem sim! Então vem comigo!

 

Dica 1. Escolha o local para fazer as fotos

Se você quer ter fotos boas em casa, você precisa de um mínimo de planejamento. O primeiro passo é escolher um local para fazer as fotos. Um bom local é um local bem iluminado.

Para fotografar dentro de casa, a luz de uma boa janela é uma ótima opção. A luz da janela é suave, lateral e normalmente tem um efeito sensacional no resultado das fotos. A luz tradicional de casa é bem ruim, ela é dura e vem de cima para baixo criando um sombra bem desagradável nos olhos e no rosto, que não favorece ninguém.

Então, fique próximo de uma janela e apague a luz de casa para fazer as fotos. Se o sol estiver entrando diretamente, feche uma cortina translúcida para barrar o sol e deixar a luz entrar de forma suave.

 

Dica 2. Prepare o local

Antes de começar a fotografar, aproveite para dar uma organizada no local. Faça uma limpeza e tire todos os objetos que não precisam estar lá. Deixe o espaço mais limpo possível para nada tirar a atenção do objeto principal da foto: o bebê.

Controles remotos, livros, óculos, celulares, tablets, carregadores, cabos, brinquedos, roupas e sapatos são objetos que costumam poluir um pouco a imagem. Deixe o mínimo possível de elementos nas fotos. olhe para o fundo da imagem e pense em como melhorá-lo.

 

Dica 3. Combine as cores

Pense em todos os elementos que vão aparecer nas fotos e nas cores que eles tem. Roupa de cama, sofá, móveis, brinquedos. Quais as cores desses objetos? Tem como combinar a roupa do seu filho ou filha com essas cores?

Não precisamos deixar tudo da mesma cor na foto, mas elementos de cores que brigam entre si podem criar ruído e tirar a atenção da foto do que realmente importa!

 

Dica 4. Se prepare para movimentos rápidos

Bebês e crianças se movem muito rápido e isso vai dificultar a sua vida na hora de fotografar. Então esteja preparado para isso.

Você já tentou tirar a foto e enquanto você se posicionava e focava, o bebê já virou para o outro lado? Ou seu filho saiu correndo te deixando sem foto nenhuma?

Pois é, é assim mesmo! Uma boa técnica para fotografar nesses casos é usar o Burst da câmera. Você ja ouviu falar disso? Pois é, é quando a câmera dispara várias fotos na sequência, numa velocidade super rápida. E acredite, os celulares também tem essa funcionalidade. Para isso basta segurar o botão de disparo no lugar de apenas tocá-lo uma vez. Enquanto seu dedo estiver pressionando o botão, várias fotos serão tiradas na sequência uma da outra. E depois você pode voltar, rever todas e ver qual ficou melhor. Pois é, diga adeus a fotos perdidas por conta de olhos fechados.

 

Dica 5. Fique no mesmo nível do bebê

Fotos de cima, com a criança olhando diretamente para a câmera são muito legais, mas não se acomode. Um retrato ainda mais cativante é feito com a câmera no mesmo nível dos olhos do bebê ou da criança. Sente no chão para fotografar. Saia da sua zona de conforto e experimente ângulos diferentes também. Fotografar é mais do que apenas apertar um botão. Você vai ter que suar para ter um clique de tirar o fôlego.

 

Dica 6. Estude sua câmera fotográfica

Seja ela uma câmera amadora, profissional ou a câmera do seu celular é muito importante estudar seu equipamento e descobrir do que ele é capaz. Leia o manual, pegue dicas e tutoriais pela internet, teste e erre bastante até aprender.

Hoje em dia cada aparelho novo tem uma câmera fotográfica melhor que o anterior, então bora descobrir o que ela pode fazer?

Eu vejo muitas pessoas fotografando com o celular sem saber funcionalidades básicas do aparelho. Sabe aquela foto que insistem em ficar escura? Bom, você pode corrigir isso antes de fazer o clique, sem necessidade de edição ou photoshop.

Se seu aparelhe é um iPhone como o meu,  basta clicar no rosto da criança segurar até aparecer Bloqueio de AE/AF em amarelo escrito na tela, depois é só deslizar o dedo para cima até que a foto fique tão clara quanto você gostaria.

E se você parar pra estudar tenho certeza que você vai aprender um monte de coisas novas, isso sem falar nos apps de edição de foto, né?

 

Dica 7. Transforme as fotos em brincadeira

Pedir para tirar uma foto bonita dificilmente será uma estratégia de sucesso para fotografar. Seu filho pode ser novo demais para entender o que é tirar uma foto, ou pode não gostar de ficar diante de uma câmera ou ainda ele pode estar naquela fase de contrariar tudo o que vocês diz. Existem um milhão de motivos para você simplesmente não falar em foto!

A técnica é a seguinte: transforma sua mini sessão de fotos em uma brincadeira. Não use a palavra foto. Crie uma brincadeira, cante uma música, bata palma transforme a fotografia numa diversão. Mais chance de você ter audiência atenta e um sorriso espontâneo para clicar! Pronto dois problemas resolvidos!

 

Dica 8. Tenha um assistente

Se a sua cama é o lugar ideal para fotografar o bebê (até porque a coluna agradece), você precisa garantir a segurança dele. Quando você se afasta para fotografar, você não está mais 100% ali para segurar caso ele role ou engatinhe para a beirada. Portanto: Risco de queda. Não corra esse risco e tenha um segundo par de olhos (e braços) por perto para garantir a segurança do bebê.

Além disso, uma segunda pessoa pra entreter e conquistar risadinhas ajuda muito. Se você estiver só, então opte por um espaço mais seguro e com menos risco de acidentes. Porque o dia não precisa terminar em choradeira, né?

 

Gostou das dicas? Veja o vídeo completo com minha explicação detalhada de cada tópico e com fotos para exemplificar cada caso. E se gostar aproveita e da um like no vídeo para ajudar! =)

 

Please follow and like us:
error